Mauricio Dueñas/Efe
Mauricio Dueñas/Efe

Ex-líder do Senado colombiano é preso por ligações com paramilitares

Javier Cáceres teria fechado acordo com líderes paramilitares na costa da Colômbia

Associated Press

14 de setembro de 2010 | 15h17

BOGOTÁ - O ex-presidente do Senado da Colômbia Javier Cáceres foi detido nesta terça-feira, 14, depois de a Corte Suprema emitir uma ordem de prisão contra ele por supostos vínculos do dirigente político com grupos paramilitares.

 

O Escritório de Imprensa da Promotoria disse que Cáceres, de 52 anos, foi preso em Bogotá e posteriormente levado à sede da Promotoria na capital colombiana.

 

Uma emissora local falou com Cáceres no momento da detenção. "Eu respeito a Justiça, respeito meu juiz. Estou tranquilo", disse.

 

Cáceres, que presidiu o Congresso de 2009 a 2010, teria supostamente fechado acordo com vários chefes paramilitares da costa caribenha da Colômbia.

Tudo o que sabemos sobre:
CáceresColômbiaparamilitares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.