Ex-miss Venezuela e marido são assassinados em assalto

Uma ex-miss Venezuela e o marido dela foram assassinados numa estrada do país por reagirem a um assalto, um crime que provocou críticas contra o governo pela insegurança que reina nas ruas.

Reuters

07 de janeiro de 2014 | 16h24

Mónica Spear, de 29 anos, e seu marido, o irlandês Henry Berry, de 39 anos, foram baleados na noite de segunda-feira na tentativa de roubo depois que o carro do casal quebrou na rodovia entre Puerto Cabello e Valencia, a cerca de 220 quilômetros a oeste de Caracas, segundo a mídia local.

Sua filha de 5 anos também foi baleada na perna, mas estava fora de perigo, disse o Ministério Público em comunicado.

A insegurança é há anos uma das maiores preocupações dos venezuelanos. Embora o governo do presidente Nicolás Maduro assegure que reduziu a taxa de homicídios em um terço desde o ano passado, organizações de direitos humanos garantem que os crimes continuam crescendo.

A Venezuela é um dos países mais violentos do mundo com 39 assassinatos a cada 100.000 habitantes, segundo cifras oficiais, mas organizações não governamentais alegam que o número de mortes violentas podem ser o dobro.

Mónica se consagrou Miss Venezuela em 2004 e protagonizou várias telenovelas locais, além de ter participado de algumas produções na Colômbia e nos Estados Unidos.

(Reportagem de Diego Oré)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAMISSASSASSINADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.