EFE| Fernando Villar
EFE| Fernando Villar

Ex-prefeito de Caracas e opositor de Maduro chega a Madri

Antonio Ledezma fugiu de prisão domiciliar na Venezuela e deve se encontrar com o premiê espanhol, Mariano Rajoy

O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2017 | 08h53

O ex-prefeito de Caracas e opositor do governo de Nicolás Maduro, Antonio Ledezma, de  chegou a Madri na manhã deste sábado, 18, depois de ter fugido de prisão domiciliar em que se encontrava desde 2015 na Venezuela. Ledezma chegou ao aeroporto de Madrid Barajas em um voo comercial vindo de Bogotá.

Ledezma deve se encontrar ainda neste sábado com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy. O ex-prefeito estava na prisão militar de Ramo Verde, nos arredores de Caracas, havia sido levado à sua casa por razões de saúde dois meses depois, onde era mantido preso e impossibilitado de expressar-se publicamente. 

+ Líder opositor venezuelano foge de prisão domiciliar e vai para a Colômbia

Ledezma emocionou-se ao se encontrar com sua esposa Mitzy e suas filhas Antonietta e Mitzy, residentes na Espanha e que não sabiam de sua decisão de fugir da Venezuela. Ele também foi recebido pelo ex-presidente colombiano Andrés Pastrana e de apoiantes com bandeiras venezuelanas.

"Vou dedicar-me a viajar pelo mundo, contribuirei no exílio para ser uma extensão da esperança dos venezuelanos de sair deste regime, esta ditadura", anunciou Ledezma para a imprensa.

O prefeito da região metropolitana havia sido preso acusado pelos crimes de conspiração e formação de quadrilha pelo Ministério Público, mas nunca foi julgado. Além disso, foi suspenso do seu cargo, o posto de maior peso político no país depois da presidência da República./ EFE, REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.