Ex-presidente peruano Fujimori está com tumor no pâncreas

Um tumor no pâncreas foi detectado noex-presidente peruano Alberto Fujimori e serão realizadasavaliações para determinar se ele é cancerígeno, disse nestaquarta-feira seu médico pessoal, Alejandro Aguinaga. Fujimori, de 70 anos e que enfrenta um processo poracusações de abusos aos direitos humanos, foi submetido nasemana passada a uma tomografia abdominal ao apresentar fortesdores na região inferior do estômago. "Por causa da dor abdominal foram pedidos exames e natomografia do pâncreas apareceu a imagem. É um tumor quísticode um centímetro e meio na cabeça do pâncreas", explicouAguinaga em entrevista à Reuters. "Agora temos que realizar exames para ver se este tempatologia cancerígena e (...) temos que passar uma sonda paraemitir imagens do estômago", agregou. A saúde de Fujimori tem estado debilitada ultimamente. Emjunho e julho o ex-mandatário foi submetido a duas cirurgiaspara extrair nódulos da língua e uma lesão de naturezacancerígena na zona bucal. "As dores estão controladas por enquanto. Temos passado asnotícias e esperamos a autorização para realizar os exames nasexta-feira", afirmou Aguinaga. Entre as acusações a Fujimori, que governou o Peru entre1990 e 2000, figuram o assassinato de 25 pessoas por meio deagentes do Estado e o sequestro de opositores a seu governo. A promotoria tem solicitado uma pena de 30 anos de prisãopara Fujimori pelas acusações de violação dos direitos humanos,enquanto o ex-presidente já foi condenado a seis meses deprisão por corrupção. Fujimori foi extraditado ao Peru há quase um ano do Chile,onde chegou em 2005 após passar cinco anos em Tóquio, protegidopor sua cidadania japonesa. (Reportagem de Teresa Céspedes)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.