Exército colombiano apreende 715 minas terrestres das Farc

Explosivos são descobertos em zona rural; minas seriam semeadas em caminhos entre povoados

Efe,

20 de março de 2008 | 22h49

O Exército colombiano apreendeu nesta quinta-feira, 20, 715 minas terrestres que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pretendiam utilizar no departamento de Valle del Cauca e em caminhos pelos quais diariamente transitam camponeses, informaram fontes oficiais. O comandante da Terceira Divisão do Exército colombiano, general Justo Eliseo Peña, disse que os explosivos foram descobertos em zona rural das localidades de San Juan Bautista de Guacari e Buga, no sudoeste do país. Veja também:Cinzas de mortos em ataque às Farc chegam ao MéxicoFarc diz que operação para matar Reyes foi executada por EUA O comandante explicou que o poder de destruição das minas é grande, já que se uma pessoa pisa em um desses artefatos, pode perder as pernas ou as mãos. Peña acrescentou que, segundo os trabalhos de investigação já realizados, as Farc pretendiam semear os explosivos em caminhos entre os povoados de Buga, Tuluá, Florida e Pradera. As Farc afirmaram que para dar início a diálogos visando uma troca humanitária que permita a libertação de reféns, o governo colombiano deve desmilitarizar as localidades de Pradera e Florida, o que o governo do presidente colombiano, Álvaro Uribe, se recusa a fazer. O general Peña explicou que foi a iniciativa do Exército que permitiu que as minas terrestres fossem descobertas e apreendidas, e acrescentou que os soldados seguirão desenvolvendo operações similares. Não houve registro de detenções durante as operações.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarcminas terrestres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.