Exército colombiano mata 17 guerrilheiros das Farc em ataque

Ataque aéreo faz parte das operações das Forças Militares da Colômbia para capturar número 2 da guerrilha

Reuters

25 de julho de 2009 | 17h23

Pelo menos 17 guerrilheiros morreram neste sábado na Colômbia em um bombardeio da Força Aérea contra um acampamento das FARC em uma área de selva na província de Meta, sudoeste do país, informou o comando militar colombiano.

Veja também:

Por dentro das Farc especial

O ataque aéreo faz parte das operações das Forças Militares da Colômbia para capturar Jorge Briceño, conhecido como "O Mono Jojoy," chefe militar das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

Nesta região, as Forças Militares mantém uma ofensiva por ar, terra e rios contra as FARC, o grupo guerrilheiro mais antigo do hemisfério, que conta com cerca de oito mil integrantes e concentra o seu maior poder militar nas selvas do sul da Colômbia.

O governo do presidente Alvaro Uribe ordenou, desde que assumiu o poder, em 7 de agosto de 2002, uma ofensiva militar contra a guerrilha, o que a forçou a refugiar-se em distantes zonas montanhosas e de selva.

A estratégia, que incluiu o aumento de gasto militar e o incremento do número de efetivos do Exército e da Polícia, tem permitido reduzir os assassinatos, massacres, sequestros e ataques contra a infraestrutura econômica do país com 44 milhões de habitantes.

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.