Exército confirma morte de 17º militar brasileiro no Haiti

Com confirmação de morte de coronel, sobe para 19 o número de brasileiros mortos no desastre

Agência Estado e Efe,

18 de janeiro de 2010 | 21h01

O Exército confirmou nesta segunda-feira, 18, a morte do coronel João Eliseu Souza Zanin, um dos militares brasileiros que estavam desaparecidos no Haiti desde oterremoto da última terça-feira.

 

Veja também:

linkBrasil pode dobrar presença no Haiti, diz comandante

linkBan pede mais 3.500 soldados ao Conselho de Segurança

linkTotal de mortos entre funcionários da ONU chega a 46

 

Segundo um comunicado oficial, o coronel Zanin servia no Gabinete do Comandante do Exército e estava no Haiti participando de reuniões de coordenação de pessoal.

 

Com isso, sobe para 19 o número de brasileiros mortos no terremoto haitiano, sendo 17 militares que participavam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) e dois civis - a médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti.

 

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 (Brasília) da terça-feira passada e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital haitiana. Segundo declarações à Agência Efe, o primero-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, acredita que o número de mortos superará 100 mil.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.