Exército detém oito bandidos após tiroteio no México

Cerca de 300 policiais e membros do Exército e da Marinha participaram da ação, que durou cerca de seis horas

EFE

28 de setembro de 2008 | 01h56

Soldados do Exército e a Polícia do México detiveram oito supostos bandidos, após um confronto que se prolongou durante seis horas no porto de Mazatlán, no Pacífico mexicano, informaram meios de imprensa locais. As fontes disseram que no tiroteio participaram cerca de 300 policiais municipais, estaduais e federais, assim como membros do Exército e da Marinha, que rodearam 10 pistoleiros que se entrincheiraram em uma área de construções na região de desenvolvimento turístico desse porto. Segundo uma versão, o grupo de sicários enfrentou a tiros um grupo de policiais municipais que tentaram detê-los, tomou como refém um dos agentes, e se refugiou em uma caverna de uma colina da região. Após um tiroteio que se prolongou durante seis horas, as autoridades conseguiram a libertação do refém e a detenção de oito bandidos, embora dois outros ainda permaneçam entrincheirados.

Tudo o que sabemos sobre:
MÉXICOTIROTEIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.