Explosão mata sete em mina de carvão no norte do México

Uma explosão matou sete mineiros nesta quarta-feira em uma mina no norte do México, chamando a atenção para as más condições de segurança em minas pequenas e mal fiscalizadas no país.

Reuters

25 de julho de 2012 | 19h52

Equipes de emergência levaram horas para resgatar os corpos dos trabalhadores, com idades entre 20 e 39 anos, disse Juan Antonio Ibarra, funcionário dos serviços de emergência no Estado de Coahuila.

"Às vezes essas minas não têm as medidas de segurança apropriadas", disse Ibarra. Ele explicou que um acúmulo de gás é a causa mais provável da explosão, ocorrida a 75 metros de profundidade.

A operação de resgate, envolvendo até 50 pessoas, demorou por causa da necessidade de ventilar a galeria e evitar outra explosão, segundo Ibarra.

O Ministério do Trabalho afirmou que a mina foi inspecionada 16 vezes desde 2009, e que em junho os inspetores apontaram a ausência de saídas de emergência levando a restrições no acesso ao local.

(Reportagem de Gabriel Stargardter)

Mais conteúdo sobre:
MEXICOMINACARVAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.