Explosão na Cidade do México deixa um morto e dois feridos

Ataque a bomba ocorre próximo à Secretaria de Segurança Pública da capital mexicana; não há suspeitos

REUTERS

15 de fevereiro de 2008 | 19h32

Uma bomba explodiu perto da Secretaria de Segurança Pública da capital mexicana, deixando um morto e pelo menos dois feridos, além de carros destruídos e ruas congestionadas nesta sexta-feira, 15.  Centenas de policiais com escudos mantiveram fechada a avenida Chapultepec, no centro da cidade, a poucas quadras do famoso monumento ao Anjo da Independência. Helicópteros sobrevoaram a região e autoridades esvaziaram edifícios.  "Foram duas explosões, é um artefato que provocou dois momentos de explosão", disse o secretário de segurança da capital, Joel Ortega, a uma rádio local. Ortega, que comanda a polícia, estava no quartel general no momento da explosão.  "Há um morto e uma mulher gravemente queimada", acrescentou Ortega. O segundo ferido foi um estudante universitário. Segundo o secretário, ainda não há suspeitos pelo atentado.  No ano passado, o grupo guerrilheiro esquerdista Exército Popular Revolucionário (EPR) detonou bombas em oleodutos da petroleira estatal Pemex. De acordo com Ortega, no entanto, ainda não há indícios da participação do EPR - que costuma soltar mensagens assumindo os ataques - ou de grupos de narcotraficantes. A explosão acontece na mesma semana em que sete pessoas acusadas de pertencer ao poderoso cartel de Sinaloa foram presas.

Tudo o que sabemos sobre:
Cidade do México

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.