Explosão no Dia da Independência do México deixa 7 mortos

Pelo menos 101 pessoas foram feridas durante suposto ataque com granadas nas celebrações em Morélia

Agência Estado e Associated Press,

16 de setembro de 2008 | 11h41

 Sete pessoas morreram e 101 ficaram feridas em explosões ocorridas durante as celebrações do Dia da Independência do México na cidade colonial de Morélia na segunda-feira, 15. O governo atribuiu as ações ao crime organizado.  Foto: AP O governador Leonel Godoy disse que, com base em relatos de testemunhas, alguém aparentemente lançou diversas granadas contra uma multidão na manhã desta terça-feira, 16, quando era dado o tradicional grito de independência. De acordo com Godoy, por causa dos danos e do número de vítimas, as autoridades locais acreditam que as explosões tenham sido causadas por granadas e, sem dúvidas, elas foram lançadas pelo crime organizado. Godoy governa o Estado mexicano de Michoacán, onde atuam diversos cartéis de narcotráfico. O presidente do México, Felipe Calderón, natural de Michoacán, condenou o ataque e prometeu intensificar os esforços para combater o crime organizado.

Tudo o que sabemos sobre:
México

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.