Famílias de reféns recebem com alegria anúncio de libertação

Farcs anunciaram que libertarão os ex-congressistas Gloria Polanco, Luis Eladio Pérez e Orlando Beltrán

EFE

03 de fevereiro de 2008 | 05h49

Os familiares dos ex-congressistas Gloria Polanco, Luis Eladio Pérez e Orlando Beltrán, cujas libertações foram anunciadas neste domingo pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), receberam com alegria a iniciativa da guerrilha e pediram que a ação "se concretize em breve". Angela de Pérez, esposa de Luis Eladio Pérez, disse estar "emocionada, feliz e contente com este ato unilateral" do grupo. A guerrilha anunciou neste domingo em comunicado que entregaria os três seqüestrados em território colombiano ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, à senadora opositora Piedad Córdoba, ou a seus representantes. Angela contou que assim que soube da informação, ficou "muda, mas contente". Ela também afirmou que se sente mais comprometida "com o resto das famílias" daqueles que "nesta ocasião não foram chamados a voltar à liberdade". "Vão conseguir (a liberdade) muito em breve", acrescentou, destacando que acredita que o presidente colombiano, Álvaro Uribe, não colocará empecilhos pelo fato de as Farc exigirem a mediação de Chávez e de Córdoba. "O presidente está convocado a facilitar a libertação destes três colombianos", afirmou Angela, ressaltando que aplaude a decisão da guerrilha de colocar em liberdade estas três pessoas. A presidente do Comitê Humanitário de Huila, Deyanira Ortiz, esposa do ex-parlamentar Orlando Beltrán, disse que "é a melhor notícia" que recebeu nos últimos seis anos. É preciso "dar graças a Deus", afirmou, acrescentando que agora "rogará para que a libertação ocorra o mais em breve possível" para que os reféns "cheguem a seus lares" e que "o resto dos que estão lá (em poder das Farc) também retorne". Juan Sebastián Lozada, filho de Gloria Polanco, aguarda a confirmação da libertação e considera fundamental que o anúncio seja verdadeiro, pois sua mãe está doente. "Eu não fiquei sabendo (da informação da libertação). Estamos esperando a confirmação do presidente Chávez e da senadora Piedad Córdoba". Gloria Polanco, foi seqüestrada em Neiva, em Huila (sul), no dia 19 de agosto de 2001. Luis Eladio Pérez foi capturado em Ipiales, Nariño, fronteira com o Equador, em 6 de junho de 2001, enquanto Orlando Beltrán caiu em poder da guerrilha em 28 de agosto de 2001, em Gigante, Huila.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.