Farc anunciam intenção de libertar três reféns

A guerrilha colombiana Farc anunciou aintenção de entregar três reféns ao presidente venezuelano,Hugo Chávez, afastado em novembro pelo governo colombiano dastarefas de mediação no caso. Segundo informação difundida pela agência estatal cubanaPrensa Latina, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia(Farc) decidiram libertar Consuelo González, Clara Rojas e seufilho, Emmanuel, nascido em cativeiro. A notícia, comemorada por parentes das vítimas, criapressão sobre o presidente Alvaro Uribe, que em novembro sedesentendeu com Chávez e cassou o mandato de mediação que havialhe concedido. "A ordem para libertá-los na Colômbia já foi dada", segundoa nota obtida em Bogotá pela Prensa Latina junto às Farc. Chávez e a senadora colombiana Piedad Córdoba haviam sidoconvidados neste ano para tentar promover a troca de cerca de50 reféns da guerrilha por centenas de militantes presos. Emnovembro, Uribe disse que Chávez havia quebrado o protocolo aomanter contato com a cúpula militar colombiana, e por isso nãodeveria mais participar da mediação. Clara Rojas era a candidata a vice de Ingrid Betancourt naeleição presidencial de 2002. Ambas faziam campanha quandoforam sequestradas. Consuelo González é uma ex-deputadasequestrada desde 2001. "Não posso dizer que esteja feliz até que todas as famíliasestejam de volta, tenho de continuar trabalhando para libertartodos", disse Patrícia González, filha de Consuelo, a uma rádiolocal. Uribe, que com apoio dos EUA adota uma política linha-duracontra a guerrilha, recentemente ofereceu um refúgio durante 30dias para que ocorressem negociações com as Farc sob observaçãointernacional. Em sua nota, porém, as Farc insistem que Uribe crie umazona desmilitarizada nas florestas durante pelo menos 45 dias.Uribe rejeita a desmilitarização. A pressão para que o governo Uribe participe de negociaçõescresceu em novembro, quando foram apreendidos vídeos mostrandoos reféns --inclusive Betancourt, muito magra e abatida. (Por Anthony Boadle)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.