Farc entregam coordenadas para libertação de reféns

Senadora colombiana Piedad Córdoba diz saber local onde rebeldes soltarão seis sequestrados no domingo

Reuters,

28 de janeiro de 2009 | 16h54

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) entregaram a senadora de Piedad Córdoba as coordenadas dos lugares onde libertarão a partir deste domingo os seis reféns sequestrados por um grupo rebelde na Colômbia, informou nesta quarta-feira, 28, a política. "Já tenho as coordenadas, a libertação já começou, a primeira liberação será no domingo, serão três entregas sucessivas", disse Córdoba a jornalistas.   Veja também: Brasil servirá de base para missão de resgate a reféns Por dentro das Farc  Histórico dos conflitos armados na região   A guerrilha colombiana anunciou em 21 de dezembro a libertação do ex-governador de Meta Alan Jara, do ex-deputado Sigfredo López, de três policiais e de um soldado. No entanto, a entrega dos reféns foi adiada por problemas logísticos e pela exigência da guerrilha para que um representante da comunidade internacional juntamente com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) participe da operação. O Brasil fornecerá dois helicópteros e a logística para a libertação dos reféns, a primeira desde fevereiro de 2008. O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, inicialmente rejeitou a participação de governos estrangeiros, mas deu garantias à Cruz Vermelha. Depois, flexibilizou essa posição e aceitou o Brasil.   As Farc têm 28 reféns políticos que pretendem trocar com o governo por cerca de 500 guerrilheiros presos. Mas as posições inflexíveis de ambas as partes impedem até mesmo o início de uma negociação. Alguns dos reféns estão há mais de 11 anos em cativeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.