Farc entregarão restos mortais de militar na quinta-feira

Julián Ernesto Guevara morreu quando era mantido em cativeiro pelas Farc, em floresta no sul da Colômbia

Efe

31 de março de 2010 | 04h29

Os restos mortais do oficial de polícia Julián Ernesto Guevara, em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), serão entregues na quinta-feira, 1º, a uma comissão humanitária em um ponto de floresta no sul da Colômbia, informou o Alto Comissariado para a Paz no país, Frank Pearl.

 

Em declarações a jornalistas, Pearl assinalou que as Forças Militares e de polícia, suspenderão operações a partir das 18h (20h em Brasília) locais desta quarta-feira, na região onde acontecerá a entrega.

 

Embora não tenha informado por quanto tempo serão suspensas as operações militares, acredita-se que o período será de 36 horas, assim como nas operações de libertação do soldado Josué Daniel Calvo no último domingo) e do sargento Pablo Emilio Moncayo (terça-feira).

 

Os restos mortais que serão entregues serão submetidos a testes de DNA para confirmar se de fato são do corpo de Guevara, que morreu em cativeiro quando estava sob poder das Farc.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.