Farc libertam funcionários da Promotoria seqüestrados

Grupo foi seqüestrado na sexta-feira enquanto realizavam uma investigação sobre valas comuns

Efe,

22 de setembro de 2008 | 02h42

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertaram neste domingo, 21, 4 investigadores da unidade de direitos humanos da Promotoria da Colômbia seqüestrados na sexta-feira no departamento (estado) de Putumayo, na fronteira com o Equador, informaram fontes oficiais. A diretora do Corpo Técnico de Investigação (CTI) da Promotoria, Marilú Méndez, disse que os funcionários estavam em poder de membros da frente 48 das Farc. Pelo menos 10 pessoas integravam a comissão que investigava, em Putumayo, a presença de valas comuns. Quando realizavam esse trabalho, homens da frente 48 das Farc chegaram ao local e os levaram e horas depois tenham libertado 6 deles.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.