Farc libertam general do Exército e outros reféns

A guerrilha colombiana Farc libertou no domingo um general do Exército e outros reféns capturados há 14 dias, uma decisão que abre caminho para retomar a negociação de paz suspensa pelo governo depois do sequestro do militar.

REUTERS

30 Novembro 2014 | 12h36

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, suspendeu o diálogo de paz para colocar fim a um conflito interno de 50 anos e condicionou a retomada das conversas à libertação do general Rubén Darío Alzate, uma advogada civil e um suboficial sequestrados no dia 16 de novembro em uma região de selva no Departamento de Chocó.

"Liberados o general Alzate, a advogada Urrego e o cabo Rodríguez em perfeito estado e aguardam condições climáticas para o retorno a suas famílias", disse Santos em sua conta no Twitter.

Outros dois soldados foram libertados pelos rebeldes há cinco dias.

Alzate é o oficial de mais alta patente capturado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na história do antigo conflito armado que já deixou mais de 200.000 mortos.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Mais conteúdo sobre:
COLOMBIAFARCLIBERTAMGENERAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.