Farc libertam mais dois reféns na selva da Colômbia

Um vereador e um militar da Marinha que permaneciam sequestrados pelas Farc foram libertados na sexta-feira e entregues a uma missão humanitária liderada pela ex-senadora Piedad Córdoba, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

REUTERS

11 de fevereiro de 2011 | 19h14

Um vereador do município de Garzón, Armando Acuña, e o militar Henry López são dois dos cinco reféns que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia prometeram libertar unilateralmente em dezembro.

O grupo guerrilheiro, considerado uma organização terrorista por Estados Unidos e União Europeia, entregou na quarta-feira o vereador de San José del Guaviare, Marcos Baquero.

O CICV disse que o político e o militar voavam em um dos helicópteros cedidos pelo Brasil para a missão humanitária até a cidade de Florência, capital do departamento de Caquetá, 370 quilômetros a sudoeste de Bogotá.

A missão humanitária será concluída no domingo com a entrega do policial Guillermo Solórzano e do suboficial do Exército Salín Antonio Sanmiguel.

As Farc vêm libertando unilateralmente reféns desde o começo de 2008, no que alguns analistas classificam como uma estratégia para ganhar protagonismo político em nível nacional e internacional e limpar sua imagem.

(Por Luis Jaime Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARCLIBERTAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.