Farc matam seis militares colombianos próximo a Venezuela

Outros dois ficaram feridos durante a emboscada ocorrida no departamento de Arauca, no nordeste do país

Efe,

30 de junho de 2009 | 23h43

Seis militares colombianos morreram e outros dois ficaram feridos depois que guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) fizeram uma emboscada no departamento (estado) de Arauca, fronteiriço com a Venezuela.

 

"Lamento profundamente estes fatos que enlutam e mancham de sangue novamente o departamento do Arauca", disse ao canal local RCN o governador do departamento, Luis Eduardo Ataya Arias, que informou nesta terça-feira sobre o ataque.

 

Embora não tenha dito em que dia aconteceu a emboscada, indicou que ocorreu entre os povoados de Tame e Saravena, no nordeste do País.

 

Nas últimas duas semanas, as Farc atacaram duas caravanas políticas. Em uma delas estava o governador do departamento de Tolima, que da mesma forma que seus acompanhantes, saiu ileso.

 

No domingo passado, rebeldes atacaram outra comitiva, dessa vez nas cercanias de San José do Guaviare, capital do departamento de mesmo nome. Na ocasião, um vereador saiu ferido e o outro, que segue desaparecido, teme-se que esteja em poder das Farc.

 

As duas ações foram condenadas pelo governo colombiano, que responsabilizou as Farc pelo ocorrido.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbiaVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.