Farc vão pedir cessar-fogo em negociação de paz com governo

A guerrilha de esquerda colombiana Farc disse nesta quinta-feira que vai buscar a implementação de um cessar-fogo no início das negociações de paz com o governo, que terão como objetivo encerrar uma guerra interna de meio século.

Reuters

06 de setembro de 2012 | 12h09

"Vamos propor um cessar-fogo imediatamente quando sentarmos à mesa", disse Mauricio Jaramillo, um dos chefes do grupo Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em uma entrevista coletiva em Havana.

Os rebeldes disseram que as negociações com o governo colombiano, as primeiras desde uma tentativa fracassada de paz há uma década, vão começar em 8 de outubro na Noruega. Depois, o processo terá continuidade em Cuba, de acordo com autoridades.

(Reportagem de Jeff Franks)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARCCESSARFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.