Festa de San Fermín começa com fogos de artifício na Espanha

Ruas de Pamplona, na Espanha, terão os encierros, nos quais os participantes correm na frente de touros

Efe,

06 de julho de 2008 | 11h16

Com o tradicional lançamento do 'chupinazo', disparo de morteiro com fogos de artifício, que este ano foi realizado pela deputada Uxue Barkos, começou a Festa de San Fermín 2008, que dura nove dias e todos os anos reúne milhares de pessoas na cidade espanhola de Pamplona. Como manda a tradição, estrangeiros e cidadãos locais se reuniram ao meio-dia na praça consistorial para participar do início dos festejos."Pamplonesas, pamploneses, viva San Fermín", disse Barkos ao lançar o foguete, momento seguido por ovação e músicas festivas. A partir daquele momento, as pessoas reunidas no local colocaram no pescoço os tradicionais lenços vermelhos, em sinal de que a festa começou.O principal cenário dos festejos serão as ruas, nas quais todos os dias, a partir das 8h local (3h de Brasília), acontecerão os "encierros", nos quais os participantes correm na frente de touros enraivecidos. Junto com os encierros, o disparo de morteiro com fogos de artifício é um dos principais atos da Festa de San Fermín. Com esse foguete começa um programa que, durante 204 horas, até a meia-noite de 14 de julho, inclui 484 atos, entre eles 204 musicais, 214 dirigidos ao público infantil e 8 institucionais, e a grande maioria deles com a rua como cenário.

Tudo o que sabemos sobre:
San FerminEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.