Fidel Castro 'está bem', diz chanceler cubano

O líder cubano Fidel Castro "estábem", disse nesta quinta-feira o chanceler da ilha, FelipePérez Roque, respondendo a recentes rumores sobre uma possívelpiora no estado de saúde do presidente. Fidel Castro, que completou 81 anos na semana passada,transferiu no dia 31 de julho de 2006 o poder a seu irmão Raúle desapareceu da vida pública devido a uma doença mantida emsigilo. "Fidel está bem e muito disciplinado em seu processo derecuperação", disse Pérez Roque a jornalistas durante o 3oFórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste, realizado emBrasília. As últimas imagens de Fidel são de 5 de junho, quando atelevisão estatal cubana exibiu uma entrevista gravada na qualaparecia ainda magro, mas atento. Fidel Castro foi submetido no último ano a várias cirurgiasintestinais fracassada que, segundo revelou, o deixaram à beirada morte. O futuro político do líder, que derrubou em 1959 o ditadorFulgencio Batista e governou Cuba durante 47 anos, está emsuspenso. Há cinco meses, envia sinais de vida por meio da publicaçãode artigos no Granma, o jornal do governista Partido Comunista. O último texto atribuído a Fidel Castro foi publicado naquinta-feira. No artigo ele comenta a apelação esta semana nosEstados Unidos das condenações contra cinco agentes cubanospresos há nove anos, acusados de conspiração para espionagem. O governo está interinamente nas mão de seu irmão Raúl. (Por Guido Nejamkis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.