Fidel critica Bush e diz que eleições cubanas são exemplo

Em novo artigo, presidente cubano acusa EUA de ameaçarem humanidade com uma terceira guerra mundial

Efe,

23 de outubro de 2007 | 12h19

O presidente cubano, Fidel Castro, criticou novamente o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em uma breve reflexão na qual afirmou que a participação em massa nas recentes eleições municipais da ilha "é o exemplo que Cuba oferece".   Veja também:  Leia a íntegra dos artigos assinados por Fidel   No artigo publicado na segunda-feira, 22, de apenas quatro parágrafos, intitulado Bush, a fome e a morte, o líder cubano denuncia que "o perigo da crise de fome mundial em massa" se agrava com a iniciativa do presidente americano de transformar alimentos em combustível, e o acusa de ameaçar a humanidade com uma terceira guerra mundial.   Fidel afirma que, pela primeira vez, antes da discussão nas Nações Unidas sobre a resolução cubana contra o bloqueio americano, Bush tornará públicas na quarta novas medidas para acelerar "o período de transição" na ilha, o que, afirma o chefe da revolução, "equivale à reconquista de Cuba pela força".   Estes são temas que interessam os países que discutirão a proposta cubana nas Nações Unidas em 30 de outubro, acrescenta Fidel, que termina lembrando que mais de 95% do censo eleitoral participou do pleito municipal realizado no domingo em Cuba. "Esse é o exemplo que Cuba oferece", conclui.   Fidel Castro, de 81 anos, se recupera de uma grave doença que o levou a delegar o poder a seu irmão mais novo, o general Raúl Castro, em 31 de julho de 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
FidelEUACubaBush

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.