Fidel é indicado para concorrer à Assembléia Nacional de Cuba

Líder dá sinais de que não planeja deixar a chefia do governo; ele precisa ser reeleito para retomar Presidência

REUTERS

02 de dezembro de 2007 | 14h46

O líder cubano Fidel Castro foi indicado neste domingo, 2, a ocupar um assento na Assembléia Nacional, um sinal de que ele provavelmente não planeja deixar o cargo de chefe do Estado apesar do esforço para se recuperar de uma longa doença.   Para poder voltar à Presidência de Cuba a partir de 2008, Castro precisa ser reeleito na Assembléia. Em Cuba, muitos especulavam que Castro fosse deixar de concorrer e abrir mão de voltar à Presidência, devido aos seus problemas de saúde.   Fidel, de 81 anos, abriu mão da Presidência temporariamente para o irmão Raul, há 16 meses, após ter sido submetido a uma delicada cirurgia no estômago. Desde então, Fidel Castro não foi mais visto em público. O conselho municipal de Santiago, a segunda cidade de Cuba, incluiu o nome de Fidel Castro em uma lista de candidatos para as eleições parlamentares nacionais em 20 de janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
FIDELASSEMBLEIACANDIDATO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.