Fidel está melhor e intelectualmente 'ativo', diz chanceler

Felipe Pérez Roque visita o México e afirma que experiência do líder está a serviço do povo cubano

Efe,

21 de outubro de 2008 | 06h04

O comandante Fidel Castro, 82 anos, "está melhor e se recupera de uma doença muito grave que enfrentou", afirmou nesta segunda-feira, 20, na capital mexicana o chanceler cubano, Felipe Pérez Roque, que visita o México. Em entrevista à emissora Televisa, Pérez Roque disse que Fidel teve uma doença "longa e com várias cirurgias, mas está se recuperando e do ponto de vista intelectual está muito ativo". Em 2006, o líder cubano foi levado à sala de cirurgia por causa de uma doença intestinal que lhe impediu de aparecer em público e o obrigou a deixar a Presidência para seu irmão Raul Castro. "O presidente de Cuba é Raul Castro, não há dúvidas sobre isso. Fidel é o líder da revolução; sua autoridade moral e sua experiência estão a serviço do nosso povo, mas a função de presidente é exercida por Raul", disse o chanceler cubano. Pérez Roque assinalou que nesta terça-feira se reunirá com o presidente mexicano, Felipe Calderón, para lhe entregar formalmente um convite de Raul Castro para que visite a ilha.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaFidel Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.