Fidel está 'muito bem', diz presidente do Uruguai

O ex-presidente cubano Fidel Castro está"muito bem" mentalmente e de disposição de ânimo, afirmou naquinta-feira o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, poucodepois de uma reunião de mais de duas horas com Fidel. Vázquez, um médico especializado em oncologia, chegou comalguns minutos de atraso a um ato na Aula Magna da Universidadede Havana devido ao encontro no qual conversou com Fidel sobreintegração regional, mudanças climáticas, crise energética ealta do preço dos alimentos, afirmou o mandatário uruguaio. Não foram divulgadas imagens da reunião. "Nós o encontramos muito bem, muito bem de ânimo e muitobem mentalmente, o que é algo positivo", disse o dirigente,após descrever os problemas de saúde de Fidel como "umasituação muito difícil", sem fornecer maiores detalhes. Essa é a terceira vez nos últimos três dias em que oex-presidente cubano realiza uma reunião do tipo. Nesta semana, Fidel reuniu-se em duas ocasiões com seuamigo e aliado Hugo Chávez, presidente da Venezuela. O estado de saúde do ex-dirigente vem sendo tratado como"segredo de Estado" em Cuba e há poucos comentários oficiais arespeito do assunto. O encontro com Vázquez ocorreu em um lugar não especificadode Havana onde Fidel, 81, recupera-se de uma doença que oobrigou a afastar-se do poder quase dois anos atrás. "Tive a honra e a oportunidade de estar reunido duranteduas horas e 20 minutos com El Comandante, conversando sobretemas bastante importantes, segundo creio, e aprendendo uma vezmais ao escutá-lo falar", disse o presidente uruguaio, quelidera desde 2005 o primeiro governo esquerdista de seu país. Fidel, que não aparece em público desde que caiu doente, emjulho de 2006, havia se reunido com Chávez na segunda-feira eno dia seguinte. A TV estatal de Cuba mostrou na terça-feira um vídeo curtodo segundo encontro dos dois, sendo essas as primeiras imagensgravadas com Fidel nos últimos cinco meses. O ex-líder cubano parecia mais magro, mas conversavaanimadamente em um jardim com Chávez e Raúl Castro, que osubstituiu, em fevereiro, na Presidência cubana. Raúl é irmãode Fidel. Vázquez chegou a Cuba na terça-feira para uma visitaoficial de quatro dias, a primeira realizada por um presidenteuruguaio desde a revolução que levou Fidel ao poder, em 1959. Cuba apóia os programas sociais do governo do Uruguairealizando cirurgias oftalmológicas gratuitas, oferecendobolsas para estudantes de medicina e contribuindo com osesforços de combate ao analfabetismo. (Reportagem de Rosa Tania Valdés e Esteban Israel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.