Fidel se diverte com reação à sua aposentadoria, diz chanceler

Fidel Castro está se divertindo com asreações dos Estados Unidos e outras partes do mundo à suadecisão de deixar a presidência cubana, disse nestasegunda-feira o chanceler de Cuba, Felipe Pérez Roque. Pérez também disse ao Conselho de Direitos Humanos da ONUque o irmão de Fidel, Raúl, que alguns comentaristasestrangeiros dizem poderia introduzir algumas reformas liberaisem Cuba, "também é Fidel". "Lá em Cuba Fidel está se divertindo com a reação mesquinhae medíocre daqueles que pensavam que sua autoridade emanava deseu cargo, que pensavam que se ele fosse removido do cargo ouassassinado essa seria a fórmula mágica para a derrota daRevolução Cubana", declarou Pérez. "Mas ocorre o contrário. Fidel é o povo, suas idéias serãoaquelas do povo." Raúl, de 76 anos, assumiu a Presidência em fevereiro, nolugar de Fidel, de 81 anos, prometendo continuar a revoluçãocomunista e consultar o irmão nas questões importantes. "Raúl, com toda a autoridade que sua longa história de vidalhe dá, é também Fidel em sua lealdade à pátria, à revolução eao socialismo", disse Pérez, há muito tempo um aliado de Fidel. Fidel deixou a presidência em 24 de fevereiro, depois de 49anos no poder. Ele não aparece em público desde que ficoudoente, 19 meses atrás. "No fim do dia, Fidel é todo homem e mulher no mundo quecombate, a justiça e a liberdade para o povo em toda a parte",disse Pérez. (Reportagem de Robert Evans)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.