Fidel volta a fazer aparição pública e homenageia José Martí

Ex-presidente cubano sia às ruas de Havana para comemorar data marcante para a Revolução

Efe,

27 de julho de 2010 | 05h13

 

HAVANA - O ex-presidente cubano Fidel Castro, mais uma vez vestido com sua tradicional camisa verde-oliva, prestou nesta terça-feira, 27, uma homenagem ao herói cubano José Martí, e se reuniu com um grupo de artistas, entre outros convidados, em duas novas aparições públicas.

No encontro realizado em Havana, Fidel anunciou que pedirá uma sessão extraordinária do Parlamento da ilha para tratar questões internacionais e anunciou a próxima publicação de um livro seu sobre a vitória do Exército Rebelde contra a ditadura de Batista.

Segundo informou a imprensa cubana, Fidel celebrou o Dia da Rebeldia Nacional com uma homenagem a José Martí na Praça da Revolução de Havana e em seguida se reuniu com artistas, trabalhadores de uma imprensa, integrantes do grupo americano "Pastores pela Paz", líderes religiosos e outros convidados.

Fidel respondeu durante uma hora às perguntas dos presentes, analisou os eventos históricos de 26 de julho de 1953, data do fracassado ataque que liderou ao quartel de Moncada e insistiu nos desafios que a humanidade enfrenta atualmente, como uma possível guerra nuclear e as ameaças para o meio ambiente.

"Eu não sou adivinho, não sou profeta. Mas vejo as coisas com lógica e devemos vê-las com um pouquinho de serenidade e estar preparados. Nosso povo está preparado. O terrível seria enfrentarmos problemas que não nos tenham passado pela mente", diz.

Tudo o que sabemos sobre:
Fidel CastroCubahomenagemMartí

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.