Fotolog de filha de Cristina revela intimidade dos Kirchner

Diário fotográfico publicado por Florencia na internet preocupa ex-presidente Néstor Kirchner

André Mascarenhas, do estadao.com.br,

11 de janeiro de 2008 | 15h50

Aparentemente alheia aos perigos da superexposição digital, Florencia, filha da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, mantém na internet um fotolog (diário fotográfico) que traz imagens da intimidade da família presidencial.  Veja TambémO fotolog Em uma entrada de 10 de dezembro, a jovem de 17 anos é vista ao lado de seu irmão Máximo e duas primas, provavelmente na sede do governo argentino, durante a celebração da posse de Cristina. A presidente foi eleita no dia 28 de outubro para suceder o marido, Néstor Kirchner.  Outras imagens, no entanto, são mais preocupantes. Não são raras os posts em que a jovem aparece sozinha pelas ruas de Buenos Aires, aparentemente sem a companhia de seguranças presidenciais, ou mesmo insinuando poses "sensuais" com amigas. A exposição é tanta que até preocupou o pai de Florencia, Néstor Kirchner. Segundo relatos na imprensa argentina, o ex-presidente chegou a "implorar" à filha que parasse de publicar imagens suas e de seus familiares na web. O apelo, entretanto, parece não ter funcionado. Florencia trocou o nome do site, mas continuou divulgando as imagens. A última entrada no fotolog foi feita nesta quinta-feira, 10, e mostra a jovem caminhando sorridente com uma por uma espécie de rua comercial. Fama internacional No ar desde 2006, o site ganhou fama internacional no final do ano passado, após a posse de Cristina, em 10 de dezembro. Entre o fim de 2007 o os primeiros dias de janeiro, sites americanos e inglesas publicaram artigos comentando - e muitas vezes criticando - as peripécias online da garota. Em reportagem do dia 30 de dezembro, o jornal britânico The Guardian cutuca: "Florencia, que ganhou 'status cult', é o sonho das colunistas de fofoca. Fabulosamente indiscreta, seu fotolog mostra a jovem em poses sensuais - muitas delas associadas a diferentes bebidas alcoólicas - que seriam preocupantes o bastante para qualquer mãe."  Segundo o diário, no entanto, o mais preocupante é a indicação de que a jovem circula pelas ruas de Buenos Aires sem a companhia de seguranças.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.