Martin Mejia/AP
Martin Mejia/AP

Fujimori é levado a hospital de Lima após sofrer arritmia cardíaca

Ele deixou recentemente a cadeia depois de receber um indulto do presidente Pedro Pablo Kuczynski

O Estado de S.Paulo

15 Janeiro 2018 | 01h57
Atualizado 15 Janeiro 2018 | 08h22

LIMA - O ex-presidente peruano Alberto Fujimori, que recentemente deixou a cadeia após receber um indulto do atual presidente do país, Pedro Pablo Kuczynski, foi levado no domingo 14 a um hospital de Lima após sofrer uma arritmia cardíaca.

+ Lourival Sant'Anna: A corrupção e a democracia no Peru

"Ele fará exames de revisão porque, apesar de ter tido uma evolução nesses sete dias, não está totalmente estável. Tem tido períodos curtos de arritmia", disse o médico de Fujimori, Alejandro Aguinaga, em entrevista ao jornal El Comercio.

+ Frente Ampla pedirá novamente cassação de presidente do Peru

Imagens da emissora RPP Noticias mostram o ex-presidente chegando ao hospital em um carro preto. Depois de receber o indulto, ele está morando em uma casa luxuosa no distrito de La Molina.

Fujimori, de 79 anos, cumpria uma pena de 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade. Ele recebeu o indulto no dia 24 de dezembro, três dias depois de uma das alas do fujimorismo, liderada por seu filho mais novo, Kenji Fujimori, ter optado pela abstenção na votação de um pedido de cassação contra Kuczynski em razão dos vínculos do presidente com a construtora brasileira Odebrecht.

A decisão desencadeou vários protestos. A maior parte dos cidadãos peruanos acredita que, na verdade, o indulto foi uma troca de favores entre Kenji e Kuczynski, que nega a negociação. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.