Fujimori sofreu crise de hipertensão ao chegar ao Peru

Segundo fontes ministeriais, a saúde do ex-presidente extraditado foi controlada pelos médicos do presídio

Efe,

23 de setembro de 2007 | 16h17

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori, extraditado e preso desde sexta-feira, teve uma crise de hipertensão moderada ao chegar ao Peru no último sábado, segundo fontes ministeriais.   Veja Também:   Fujimori ficará em prisão inteira só para ele   Após sete anos, Fujimori volta ao Peru e enfrenta julgamento     "Na madrugada de hoje (domingo) o extraditado mostrou sinais de hipertensão considerados moderados que foram controlados pelo pessoal médico do estabelecimento penitenciário transitório", afirma um comunicado de imprensa do Ministério da Justiça divulgado pela agência oficial "Andina".     A nota acrescentou que "o extraditado recebe visitas médicas permanentemente, incluindo pessoal médico especializado" no Estabelecimento Penitenciário Transitório Barbadillo, na sede da Direção de Operações Especiais da Polícia Nacional (Diroes), onde Fujimori ficará em um presídio exclusivo para ele que ainda não está habilitado.   Uma ambulância do hospital policial chegou esta manhã ao centro de reclusão, situado ao leste de Lima e que está fortemente protegido por 240 agentes policiais, segundo a rede de televisão "Freqüência Latina".   Os meios especularam então que Fujimori estaria com algum problema de saúde. O porta-voz do ex-presidente, o legislador Carlos Raffo, afirmou na véspera que Fujimori tinha sofrido uma queda de pressão como conseqüência do frio e do cansaço pela viagem de retorno ao Peru, que durou mais de 9 horas.     No entanto, o chefe do Instituto Médico Legal (IML) local, Luis Bromley, que conversou com Fujimori após sua chegada a Lima, desmentiu estas versões ao assegurar que o ex-presidente está em ótimas condições físicas e mentais, como publicou na edição deste domingo o jornal peruano El Comercio.   Durante o dia Fujimori deverá receber a visita de sua filha, a legisladora Keiko Sofía, a única autorizada a vê-lo hoje, de acordo com fontes policiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Fujimori

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.