Felix Marquez/AP
Felix Marquez/AP

Furacão Ernesto enfraquece e vira depressão tropical após matar três

A tempestade agora gera ventos máximos de 65 km por hora

Reuters

10 de agosto de 2012 | 08h53

CIDADE DO MÉXICO - A tempestade tropical Ernesto enfraqueceu para uma depressão, na sexta-feira, 10, à medida que atingiu o continente vindo do Golfo do México, mas provocou rajadas de vento e quedas d'água por todo o Estado de Veracruz, onde há alguns dos mais movimentados portos do México e complexos s de petróleo.

Veja também:

linkTempestade Ernesto atravessa o México e ganha força

linkTempestade Ernesto penetra no México e mata 3

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

A tempestade, que agora gera ventos máximos de 65 km por hora, chegou no início da tarde próximo à cidade portuária de Coatzacoalcos.

O que tinha sido o segundo furacão desta temporada no Atlântico foi em direção ao oeste sobre a parte sul do México a uma velocidade de cerca de 22 km por hora, afirmou o Centro Nacional de Furacões dos EUA, sediado em Miami.

O Centro disse que espera que o Ernesto se dissipe sobre o terreno montanhoso na sexta-feira. No entanto, chuvas torrenciais ameaçaram provocar inundações e deslizamentos de terra em várias áreas e autoridades informaram três mortes.

Coatzacoalcos é o lar de um dos principais portos exportadores de petróleo do México, que estão fechados desde quarta-feira, assim como Cayo Arcas e Dos Bocas.

Duas pessoas morreram afogadas e cerca de 100 casas foram danificadas conforme a tempestade varria o Estado pantanoso de Tabasco em direção ao Golfo do México, segundo autoridades locais.

Uma pessoa morreu depois de cair enquanto trabalhava em consertos de uma casa, em Coatzacoalcos, disse um funcionário da unidade local da Cruz Vermelha.

A Depressão Tropical Sete formou-se no Atlântico, mas está indo para o oeste em direção à América Central. Ela deve fortalecer-se para uma tempestade na sexta-feira e pode chegar ao Caribe no fim de semana, de acordo com a previsão do Centro.

 

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOTEMPESTADEERNESTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.