Furacão Gustav ganha força e deve atingir o Haiti nesta terça

Fenômeno tem ventos de 150 km/h e pode se transformar em categoria 2 antes de chegar a Porto Príncipe

Agência Estado e Associated Press,

26 de agosto de 2008 | 11h11

O furacão Gustav avançava nesta terça-feira, 26, em direção ao Haiti, levando muita gente a abandonar as ruas da empobrecida da capital, Porto Príncipe. Meteorologistas prevêem que a tempestade também atingirá a costa sul de Cuba durante a semana e acreditam que Gustav se transformará num perigoso furacão de categoria 3 (com ventos a partir de 185 quilômetros por hora) até o fim de semana. O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou que a tempestade tinha ventos máximos sustentados próximos de 150 quilômetros por hora na manhã desta terça-feira, com rajadas de vento ainda mais fortes. Os meteorologistas da instituição prevêem que Gustav pode virar um furacão de categoria 2 (com ventos a partir de 154 quilômetros por hora) antes mesmo de atingir o Haiti. De acordo com a trajetória prevista pelos cientistas, o olho do furacão deverá passar bem perto de Porto Príncipe, onde vivem 3 milhões de pessoas. O furacão encontra-se a cerca de 120 quilômetros da capital haitiana, move-se a 15km/h e a previsão é de que chegue ao país ainda nesta terça.

Tudo o que sabemos sobre:
GustavHaiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.