Furacão Ike está 150 quilômetros ao sudeste de Havana

Ciclone deve manter a intensidade de categoria 1; 4 pessoas morreram no território cubano

Efe,

09 de setembro de 2008 | 04h12

O olho do furacão Ike, situado 150 quilômetros ao sudeste de Havana, se movimenta em direção oeste-noroeste a 20 km/h como um ciclone de categoria um, informou nesta terça-feira, 9, o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos, com sede em Miami. Pelo menos 4 pessoas já morreram em Cuba.   Veja também: Ike mata ao menos 70 em sua passagem pelo Haiti e Cuba   O Ike, que arrasta ventos de 130 km/h, manterá a intensidade de furacão de categoria um na escala de cinco Saffir-Simpson. Ele pode se fortalecer caso seu vórtice continue sobre as águas do sul de Cuba, indicou o NHC em seu boletim das 3 horas de Brasília.   O ciclone Ike descarregou fortes chuvas desde que no domingo entrou pela costa nordeste de Cuba como um poderoso furacão de categoria três, com ventos máximos sustentados de 205 km/h, após ter castigado as Bahamas, as ilhas Turks e Caicos e o norte do Haiti e da República Dominicana.   Os meteorologistas acreditam que o Ike pode alcançar novamente essa categoria, uma das mais altas da escala Saffir-Simpson, quando iniciar sua rota em direção ao Golfo do México, em uma trajetória que o levaria à costa do Texas (EUA).   O Ike deixou pelo menos 66 mortos em sua passagem pelo Haiti, e quatro pessoas perderam a vida em Cuba, onde dezenas de milhares foram desalojadas.

Tudo o que sabemos sobre:
furacãoIkeCubaHavana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.