Furacão Irma causa prejuízos de R$ 4,5 bi em duas ilhas do Caribe

Ilhas de Saint Martin e São Bartolomeu estão entre as mais afetadas pelo fenômeno

O Estado de S. Paulo

09 Setembro 2017 | 08h12

Os danos provocados pelo furacão Irma nas antilhas caribenhas, em especial as ilhas de Saint Martin e São Bartolomeu, foram avaliados pela seguradora francesa CCR em 1,2 bilhão de euros (cerca de R$4,5 bilhões). A tempestade, depois de devastar a área – além de outras pequenas ilhas na região – segue seu caminho pelo Atlântico, rumo à Cuba, Bahamas e Flórida.


“Este valor cobrirá os danos nas casas, veículos e empresas”, informou a companhia em um comunicado. A ilha de São Bartolomeu e parte da ilha de Saint Martin (esta última dividida com a Holanda), por integrarem o território francês, são cobertos integralmente pelo seguro. A avaliação do montante veio após o decreto que reconhece o estado de catástrofe natural nos locais, que foi publicado no diário oficial francês.


Para a seguradora, se trata de “um dos mais importantes sinistros ocorridos na França nos últimos 35 anos”.  Para receber os prêmios a que tem direito, os moradores tem de enviar sua declaração até dez dias depois da publicação do decreto – algo a ser feito em massa, ja que cerca de 60% da parte francesa da ilha de Saint Martin fora destruídas, segundo estimativas das autoridades locais. /AFP

 

Mais conteúdo sobre:
IrmaSaint MartinCaribefuracão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.