Furacão Paula ameaça Cuba e a península mexicana do Iucatán

O furacão Paula ameaça a costa caribenha do México e Cuba nesta quarta-feira com ventos de 160 quilômetros por hora e possíveis chuvas torrenciais. Turistas e habitantes das ilhas próximas à península mexicana do Iucatán, onde estão localizados centenas de resorts, foram retirados do local.

REUTERS

13 de outubro de 2010 | 08h28

Está previsto que o furacão desviará da costa mexicana do Iucatán até a tarde desta quarta-feira e se aproximará ou passará sobre a região leste de Cuba entre a noite desta quarta-feira e a manhã de quinta-feira, disse o Centro de Furacões dos EUA.

O furacão deve provocar fortes chuvas em áreas no oeste e centro de Cuba, disse o centro de monitoramento em Miami.

"Em áreas montanhosas na região central e ocidental de Cuba, essa quantidade de chuva poderia causar rápidas inundações e deslizamentos que podem trazer riscos à vida", alertou o centro.

A parte ocidental de Cuba também pode ser atingida por uma tempestade e ondas grandes e destrutivas, informou o órgão.

O Centro avaliou o furacão Paula como sendo de categoria 2 na escala de intensidade Saffir-Simpson -- que vai de 1 a 5 --,com ventos em velocidade máxima de 160 quilômetros por hora e rajadas ainda mais fortes.

(Por Isela Serrano)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOFURACAOPAULA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.