General russo visita Cuba para estreitar laços com a ilha

Um militar russo de alta patente iniciou uma visita de quatro dias a Cuba nesta terça-feira, o mais recente sinal de um estreitamento de laços entre os antigos aliados da Guerra Fria.

REUTERS

15 de setembro de 2009 | 21h39

O general Nikolai Makarov deve se encontrar com seus pares cubanos e visitar instalações militares, de acordo com relatos da mídia estatal.

Makarov é o mais recente militar russo em visita a Cuba no último ano à medida que os dois países renovam seus laços outrora fortes.

Em novembro passado, o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, foi a Cuba e poucas semanas depois o destróier russo Almirante Chabanenko atracou na baía de Havana, o primeiro navio de guerra russo a fazê-lo desde 1991.

No fim de julho, o vice-primeiro-ministro Igor Sechin liderou a visita de uma delegação que deu a Cuba 150 milhões de dólares em créditos e assinou vários acordos comerciais.

Em fevereiro deste ano, o presidente cubano, Raúl Castro, retribuiu o favor, visitando a Rússia e voltando para casa com a promessa de mais de 350 milhões de dólares em ajuda financeira.

(Reportagem de Rosa Tania Valdes e Esteban Israel)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBARUSSIAVISITA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.