Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Jorge Silva/Reuters
Jorge Silva/Reuters

Golpistas decretam estado de sítio em Honduras

Lula rejeita ultimato para definir, em dez dias, status do presidente deposto

Denise Chrispim Marin, ENVIADA ESPECIAL,

28 de setembro de 2009 | 04h56

O governo de facto decretou estado de sítio de Honduras por 45 dias. A suspensão de garantias constitucionais foi feita por meio de um decreto publicado no diário oficial no sábado. O texto suspende as liberdades de expressão, de associação e de circulação, proíbe a concessão de habeas-corpus e ordena o fechamento dde meios de comunicação "que ofendam a dignidade humana ou atentem contra a lei".

 

 

Veja também:

linkBrasil rejeita ultimato para definir situação de Zelaya

linkGoverno de Honduras suspende garantias constitucionais

linkHonduras: governo de facto impede chegada diplomatas da OEA

linkTensão aumenta em Honduras e golpistas ameaçam embaixada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou ontem o ultimato dado pelos golpistas para que o Brasil defina em dez dias o status de Manuel Zelaya. "O governo brasileiro não acata o últimato de um golpista", disse Lula em entrevista coletia na Ilha de Margatirta na Venezuela, durante reunião de cúpula de 65 países da América do Sul e da África. COLABOROU LOURIVAL SANT'ANNA, DA VENEZUELA

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.