Governo chileno muda projeto tributário que financiará educação

O governo do Chile reapresentou nesta quinta-feira uma ampla reforma tributária destinada a ajudar a financiar uma reforma na educação, retirando benefícios para os que ganham mais, enquanto busca apoio para sua aprovação no Congresso antes de importantes eleições locais.

Reuters

02 de agosto de 2012 | 16h03

O presidente Sebastián Piñera afirmou que o projeto modificado elevará a arrecadação de impostos em cerca de 1,2 bilhão de dólares no primeiro ano, mais do que os 700 milhões de dólares ou 1 bilhão de dólares anuais previstos anteriormente como receita extra.

As mudanças também incluem uma redução menor do que originalmente planejada num imposto sobre o crédito.

Piñera apresentou a reforma pela primeira vez em abril, depois de protestos estudantis exigindo educação gratuita e uma distribuição melhor dos lucros com a exploração do cobre no Chile, que é o maior produtor mundial do metal.

(Reportagem de Simon Gardner e Antonio de la Jara)

Tudo o que sabemos sobre:
CHILEREFORMATRIBUTARIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.