Governo da Bolívia confirma que Evo Morales foi operado

Presidente boliviano preferiu esperar a aprovação da nova Constituição para passar por cirurgia

Efe,

04 de fevereiro de 2009 | 05h38

O governo da Bolívia confirmou nesta terça-feira, 3, que o presidente Evo Morales foi operado na cidade de La Paz por uma equipe de médicos cubanos que corrigiram um desvio de septo nasal que atrapalhava a respiração do chefe de Estado. "Tanto a operação como a evolução pós-operatória foram satisfatórias", disse à rádio estatal o porta-voz de Morales, Ivan Canelas, que não deu detalhes sobre a cirurgia, que aconteceu no início da tarde desta terça-feira. A declaração de Canelas é feita horas depois de o líder da Venezuela, Hugo Chávez, anunciar que a operação de Morales foi um sucesso. A cirurgia foi adiada várias desde outubro devido à agenda de Morales, que preferiu esperar a aprovação da nova Constituição para cuidar de seu problema de saúde. Morales, que em outubro passado completou 49 anos, tinha se queixado várias vezes que os incômodos no nariz geravam dores de cabeça que chegaram a obrigá-lo a suspender mais de uma vez compromissos oficiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Evo MoralesBolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.