Governo da Venezuela diz ter detectado plano contra vida de Capriles

O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quarta-feira que seu governo detectou um plano para atentar contra a vida de seu rival nas eleições presidenciais de 14 de abril, o candidato opositor Henrique Capriles.

Reuters

13 de março de 2013 | 17h34

Maduro, que assumiu as rédeas do país após a morte na semana passada do presidente Hugo Chávez, garantiu que o governo venezuelano ofereceu segurança a Capriles.

"Detectamos planos da ultradireita ... para fazer um atentado contra o candidato presidencial da oposição (Henrique) Capriles Radonski", disse Maduro durante evento televisionado.

(Reportagem de Ana Isabel Martínez e Patricia Vélez)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAMADUROCAPRILES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.