Governo do Chile inicia o fechamento definitivo da mina San José

Local de onde foram resgatados os 33 mineiros deve ficar livre das máquinas em duas semanas

estadão.com.br,

19 de outubro de 2010 | 23h06

SANTIAGO- O ministro de Mineração do Chile, Laurence Golborne, iniciou nesta terça-feira, 19, o fechamento definitivo da mina San José, em Copiapó, de onde foram resgatados na semana passada os 33 mineiros que ficaram presos por mais de dois meses após um desmoronamento, informou a agência Ansa.

 

Veja também:

blog Veja no blog como foi a operação

especialSaiba quem são os mineiros

especialESPECIAL: Como foi feito o resgate

 

O funcionário começou um processo de desmontagem de máquinas e equipamentos que, em duas semanas, deixará o local "o mais próximo do que encontramos e nas condições mais seguras possíveis, para que não ocorra mais um acidente". Existe a hipótese de que um monumento seja construído na mina.

 

Em Santiago, centenas de pessoas se dirigiram à Plaza de La Constitución, em frente ao Palácio de La Moneda (sede do governo), para ver de perto a cápsula Fênix II, que trouxe os mineiros de volta à superfície através de um túnel de 622 metros, em um processo que se estendeu da meia-noite do dia 12 até o final do dia seguinte.

 

O equipamento - que tem 53 centímetros de diâmetro, mede quatro metros e pesa cerca de 450 quilos - foi montado sobre uma plataforma e rodeado por materiais de contenção, que impedem o público de se aproximar a ponto de tocá-lo.

 

"Foi construída por chilenos, com tecnologia e inteligência chilenas, e é uma recordação para toda a humanidade", afirmou o ministro do Interior, Rodrigo Hinzpeter, ao inaugurar a exibição.

 

"O Chile, nosso querido país, colocou à disposição da humanidade um exemplo de inteligência, de sacrifício, de fazer as coisas bem, de proteger a vida. O mundo inteiro olha hoje em dia a nosso país com olhos diferentes", acrescentou ele.

 

A cápsula, que leva as cores da bandeira do Chile, será exibida em Santiago até 25 de outubro, e depois será mostrada em outras cidades do país. Ainda não foi definido seu destino final. Segundo informações da imprensa local, os objetos vinculados ao resgate seriam colocados em um museu.

 

Leia ainda:

linkCápsula que resgatou mineiros vira atração turística em Santiago

linkDenúncia de mineiros é investigada por parlamentares

linkMineiros alertaram sobre risco, mas não tiveram permissão de sair

Tudo o que sabemos sobre:
ChilemineirosSan José

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.