Governo peruano fecha acordo para pôr fim a protestos do sul do país

Negociações duraram oito horas e envolveram lideranças regionais

Efe,

29 de maio de 2011 | 03h20

LIMA - O Governo peruano conseguiu sábado, 28, fechar um acordo com os manifestantes que há 20 dias mantêm uma greve contra a mineração na região de Puno (sul), anunciou a primeira-ministra, Rosario Fernández.

 

Após oito horas de diálogo entre Rosario, ministros, representantes das autoridades regionais e organizações que lideram a greve, a primeira-ministra anunciou os acordos.

 

Além da declaração da colina Khapia e seu entorno como reserva, ponto que se alcançou na primeira reunião mantida na sexta-feira, 27, as partes acertaram que deverá ser feita uma consulta prévia à população de Puno antes de iniciar as operações da mineradora Santa Ana, um dos pontos mais reivindicados pelos grevistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.