Grande nuvem de fumaça toma conta de Buenos Aires

Moradores evitam sair de casa para fugir do mau cheiro e sofrem com problemas de visibilidade e respiração

REUTERS

18 de abril de 2008 | 12h36

Uma densa nuvem de fumaça provocada por incêndios em pastagens tomou conta da capital da Argentina nesta sexta-feira, 18, obrigando as autoridades a suspender vôos e a fechar estradas. A fumaça começou a aparecer mais de uma semana atrás, mas a visibilidade deteriorou-se consideravelmente na sexta-feira e o cheiro forte de queimado invadiu as casas e lojas, fazendo com que as pessoas lacrimejassem e sentissem a garganta irritada.   Veja também:   Argentina culpa produtores por fumaça em Buenos AiresAs autoridades de Buenos Aires atribuíram aos incêndios presentes em uma área rural localizada ao norte da cidade a culpa por acidentes em estradas que mataram ao menos nove pessoas. Elas acusaram os criadores de gado de dar início ao fogo como uma forma barata de recuperar seus pastos. "Os incêndios não são uma coincidência. Eles não estão se dissipando sozinhos", afirmou o ministro argentino da Justiça, Aníbal Fernández, segundo a agência de notícias Telam. Fernández disse que as autoridades investigavam o caso para descobrir os responsáveis. Os vôos que sairiam do aeroporto Jorge Newbery foram cancelados na manhã de sexta-feira, e os passageiros formavam longas filas no terminal, alguns deles com lenços na boca. "Após passar algumas horas em Buenos Aires, começamos a sentir problemas respiratórios. Estamos com lenços na boca e com os olhos irritados", afirmou à Reuters Television Miguel, um espanhol presente no aeroporto.

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINAMALOSAIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.