Greve paralisa produção em grande mina de cobre no Chile

As operações em uma das maiores minas de cobre do Chile foram suspensas enquanto trabalhadores em greve exigem a demissão de gerentes que, segundo eles, são responsáveis pela recente morte de um minerador em um acidente, disse o sindicato da classe.

Reuters

30 de março de 2013 | 12h32

A mina Radomiro Tomic, cuja dona é a estatal Codelco , produziu 428 mil toneladas de cobre em 2012.

"A Radomiro Tomic está totalmente paralisada", disse Raimundo Espinoza, presidente do sindicato de mineradores FTC.

O sindicato está pedindo a demissão de executivos que gerenciavam o local quando o minerador Nelson Barria morreu no dia 23 de março, devido a um deslizamento de terra.

Espinoza disse que a greve continuará "até que tenhamos uma solução".

(Reportagem de Fabian Andres Cambero)

Mais conteúdo sobre:
CHILEMORTEMINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.