Grupo armado sequestra 3 trabalhadores petroleiros na Colômbia

Ataques à indústria petrolífera, principal fonte de divisas da Colômbia, têm se tornando comuns no país

REUTERS

18 de agosto de 2011 | 08h42

Três trabalhadores petroleiros foram sequestrados na quarta-feira, 17, por um grupo armado no nordeste da Colômbia, e cinco policiais morreram em um ataque guerrilheiro, segundo autoridades.

O sequestro dos funcionários de uma empresa que presta serviços à estatal Ecopetrol ocorreu perto da localidade de Puerto Wilches, departamento de Santander.

Constantino Tami, secretário departamental do Interior, disse que quatro homens chegaram ao acampamento da empresa Petrosísmica e levaram os trabalhadores.

Ataques à indústria petrolífera, principal fonte de divisas da Colômbia, têm se tornando comuns nos últimos tempos. A região onde o sequestro ocorreu tem presença de guerrilheiros dos grupos Farc e ELN, mas as autoridades dizem ainda não ter suspeitos pelo sequestro.

Separadamente, cinco policiais morreram na quarta-feira em um ataque atribuído às Farc, que ativaram explosivos em uma estrada perto do município de Tumaco, no departamento de Narino, fronteira com o Equador.

Os rebeldes detonaram os explosivos quando o veículo que levava os policiais passava e depois dispararam tiros de fuzil e metralhadora, disseram fontes policiais.

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIASEQUESTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.