Grupo da Unicamp que está no Haiti e passa bem

Professor e sete alunos faziam pesquisa de campo no país desde o dia 31 de dezembro

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

13 de janeiro de 2010 | 10h20

Um grupo de sete alunos e um professor da Unicamp que estavam no Haiti no momento do terremoto, nesta terça-feira, 12, passa bem e se prepara para ajudar a população, segundo informações iniciais da assessoria da universidade.

 

Veja também:

linkInstalações brasileiras foram atingidas

linkVolta de 130 soldados no Haiti estava prevista para hoje

link Comunidade internacional se mobiliza para enviar ajuda

som Representante da OEA no Haiti fala sobre o terremoto

som Sismólogo alerta para novos tremores no Caribe

 

O grupo de seis alunos de graduação e uma aluna de mestrado, coordenados pelo professor Omar Ribeiro Thomaz, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, estavam no país desde o 31 de dezembro para uma pesquisa de campo no Haiti.

 

O objetivo do trabalho, segundo a Unicamp, era o de treinar os alunos em situações de conflito e pós-conflito, tendo como referência um projeto de pesquisa que está sendo desenvolvido naquele país nos últimos anos, numa parceria com o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

Os alunos, segundo a assessoria, estão relatando os acontecimentos pós-terremoto no blog do grupo http://lacitadelle.wordpress.com/.

Tudo o que sabemos sobre:
Haititerremoto no Haititerremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.