Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Grupo do Rio apoia Argentina na disputa pelas Ilhas Malvinas

No encerramento da reunião, governos dos 21 países pedem que Argentina e Reino Unido retomem negociações

Associated Press,

07 de março de 2008 | 21h59

Os líderes do Grupo do Rio declararam nesta sexta-feira, 7, seu apoio a Argentina em sua disputa com a Grã-Bretanha pela soberania das Ilhas Malvinas.   Veja também: Presidentes trocam farpas no Grupo do Rio, mas selam acordo   Em uma declaração conjunta, aprovada no encerramento da 20ª Cúpula do Grupo do Rio, os 21 países que integram a cúpula pediram aos dois governos que retomem as negaciações para que seja encontrada uma "solução justa" o mais rápido possível para o caso. "Os chefes de Estado e o governo do Grupo do Rio reafirmam seu respaldo aos legítimos direitosda Argentina na disputa da soberania com o Reino Unido, na questão das Ilhas Malvinas", afirmou o Grupo em nota. Forças britânicas ocuparam a região das ilhas, no Oceano Atlântico, em fevereiro de 1833, e capturaram o governador argentino, Luis Vernet, e suas tropas.   Desde então, a Argentina nunca deixou de reclamar a devolução do território, e chegou a tentar uma invasão militar das ilhas, em 1982. Durante a ofensiva, que terminou após dois meses com a rendição argentina, foram mortos 649 soldados argentinos e 258 britânicos.   Desde 1965, a Assembléia Geral das Nações Unidas pede anualmente que ambos países retomem asnegociações pela soberania das ilhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.