Guatemala em 'estado de calamidade' alimentar

Declaração visa facilitar o acesso a recursos internacionais contra a fome

Efe,

09 de setembro de 2009 | 02h41

O presidente da Guatemala, Álvaro Colón, declarou nesta quarta-feira, 9,"estado de calamidade pública" no país para enfrentar a severa crise de alimentos que afeta a mais de 54 mil famílias pobres deste país e já matou mais de 25 crianças.

 

"Isso nos permitirá ter acesso a recursos de cooperação internacional que se oferecem generosamente para este tipo de situações, assim como a mobilizar recursos do orçamento nacional com maior agilidade", disse Colón em mensagem transmitida em cadeia de rádio e televisão.

Tudo o que sabemos sobre:
Guatemalafome

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.