Guerrilha colombiana ELN sequestra 5 em mina de ouro

Dois colombianos, dois peruanos e um canadense que trabalham numa mina de ouro foram sequestrados por guerrilheiros do grupo rebelde colombiano Exército de Libertação Nacional, com o qual o governo mantém contatos paralelos ao atual processo de paz com as Farc, principal guerrilha do país.

Reuters

18 de janeiro de 2013 | 17h24

O chefe das Forças Armadas do país, general Alejandro Navas, disse que entre 20 e 25 guerrilheiros chegaram a um acampamento de uma empresa colombiano-canadense no município de Norosí, Departamento de Bolívar (norte).

Navas acrescentou que uma operação aéreo-terrestre foi iniciada para tentar resgatar o grupo.

O ELN é a segunda maior guerrilha do país e, embora mantenha contatos com o governo do presidente Juan Manuel Santos, não participa da negociação formal de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que acontece em Cuba.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAELNSEQUESTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.